29 de out de 2009

SEGREDO - 308 Sedan aparece sem disfarce na China

http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/1-Peugeot-308-Sedan_grande.jpg
Site Cheshi exibe fotos do sedã que será fabricado em 2010 na Argentina sem camuflagem
Em julho deste ano, trouxemos as primeiras evidências de que o Peugeot 308 daria origem a um sedã. O veículo surgiu em fotos do site Che51.com, ainda bem disfarçado, em testes no território chinês. Pois agora outro site da China, o Cheshi, exibiu imagens do carro sem nenhum disfarce. Por azar, não há fotos da traseira, que seriam as mais interessantes. Em que isso interessa a você, leitor? Simples: o carro estará à venda por aqui no ano que vem, dando ao 307 Sedan a merecida aposentadoria.

Já dissemos por aqui, para desagrado de alguns leitores, mas para alertar todos os restantes, que o Peugeot 307 está fazendo hora extra no mercado desde que o 308 foi apresentada na Europa, em junho de 2007.

Com previsão de fabricação em El Palomar, na Argentina, o 308 Sedan deve chegar àquele mercado não no primeiro trimestre de 2010, como dissemos antes, mas sim no segundo, por volta de novembro, conforme o excelente blog Argentina Auto Blog.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/2-Peugeot-308-Sedan_grande.jpg
Como sua produção tirará o 307 Sedan de linha, é possível que o hatch mude pouco tempo depois. Foi essa a estratégia que a marca seguiu com a família C4, por exemplo. Primeiro, o Pallas surgiu na China; depois, foi para a Argentina. Um ano depois, nasceu o hatch. Em suma, para quem está pensando em comprar um 307, vale ficar atento.

Inspirado no 407, o 308 Sedan quebra a tradição de sedãs desarmônicos, como aconteceu com 306 Sedan e 307 Sedan. Era mal de carro francês, como se via no Clio Sedan até ele ser substituído no exterior pelo Symbol.

Por aqui, ele deve usar os mesmos motores que são adotados pelo 307, ou seja, um 1,6-litro e um 2-litros, ambos flexíveis em combustível. São esses os motores que o carro terá na China, por exemplo. Não haveria por que ser diferente por aqui, a não ser pela possibilidade do uso do etanol.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/3-Peugeot-308-Sedan-Chen51-_grande.jpg
Uma coisa interessante é que o site chinês já traz também informações de dimensões do carro. Ele terá 4,68 m de comprimento, contra 4,48 m do 307 Sedan. Esse ganho de 20 cm se refletirá especialmente em espaço interno: em vez dos 2,61 m de entreeixos do antecessor, o 308 Sedan terá 2,71 m, mesmo espaço que Chevrolet Vectra e Honda Civic oferecem a seus ocupantes. Também há ganhos em largura (1,82 m, contra 1,75 m). A altura é a mesma: 1,53 m.

Com opções de câmbio manual e automático, o carro chegará aos 183 km/h de máxima com motor 1,6-litro e 201 km/h com o 2-litros, tudo com transmissão manual. A automática reduz essas marcas para 169 km/h e 195 km/h, respectivamente. Isso, evidentemente, na China. Por aqui, os números devem ser um pouco melhores, pela maior potência que o etanol gera.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/5-Peugeot-308-Sedan-Chen51-_grande.jpg
Ainda que o 307 tenha muitos fãs, a Peugeot demorou a se mexer. Isso porque, além dos concorrentes atuais, que já deixam o 307 Sedan bem lá atrás no segmento de sedãs médios, há a chegada de novos competidores, como o Renault Fluence, que devem tornar esse segmento ainda mais difícil de enfrentar.

24 de out de 2009

Câmbio Dualogic tem maior paixão pelo Fiat Palio

http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/abre-Fiat-Palio-Dualogic.jpg
Compacto premium com a transmissão robotizada oferece conforto, sem agilidade, por um valor um pouco salgado
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/02-Fiat-Palio-Dualogic_grande.jpg
A primeira vez em que o WebMotors publicou uma reportagem sobre o câmbio Dualogic na família Palio foi no primeiro semestre deste ano. Na ocasião, afirmamos que os compactos equipados com o câmbio robotizado chegariam antes do final deste ano.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/03-Fiat-Palio-Dualogic_grande.jpg
O Fiat Palio Dualogic chega ao mercado por um valor sugerido de R$ 37,23 mil. Disponível apenas na versão de acabamento ELX e equipada com motor 1,8-litro, o hatch oferece conforto ao motorista nos congestionamentos e pouca agilidade nas manobras feitas em um curto espaço de tempo. Este detalhe também foi registrado durante a avaliação do WebMotors com o Fiat Stilo Dualogic. Como grau comparativo, o Palio ELX equipado com propulsor 1,8-litro tem um valor sugerido de R$ 35,46 mil. Ou seja, o câmbio robotizado tem custo adicional de R$ 2,17 mil.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/04-Fiat-Palio-Dualogic_grande.jpg
A Fiat lançou a família Palio logo depois que o Volkswagen Polo com câmbio robotizado chegou ao mercado. Denominado de I-Motion, a empresa alemã também usa o sistema fornecido pela Magneti Marelli. A única diferença entre a VW e a Fiat fica por conta das relações de marchas. O Volkswagen Polo com o câmbio que trabalha por você tem um valor sugerido de R$ 42,58 mil.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/06-Fiat-Palio-Dualogic_grande.jpg
Para tentar de vez arrebatar a liderança da marca italiana no mercado nacional, a Volkswagen foi além. Lançou o líder Volkswagen Gol “sem o pedal de embreagem” por um valor sugerido de R$ 34.605.Os câmbios robotizados chegaram de vez, oferecendo ao consumidor mais possibilidades de escolha.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/12-Fiat-Palio-Dualogic_grande.jpg

Palio ao volante


Quando a VW lançou o Polo I-Motion, ela afirmou que, depois de muito esforço dos engenheiros, o efeito gangorra foi reduzido. Tal atributo do automóvel ficou tão em evidência que o efeito virou tema de propaganda. Quando o WebMotors rodou com o robotizado da Volkswagen, deu para notar uma pequena diferença na inércia em relação ao Stilo durante as trocas de velocidades. Mas a grande diferença não está nos câmbios, e sim no peso total de cada veículo.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/13-Fiat-Palio-Dualogic_grande.jpg
O Fiat Stilo, por exemplo, é o mais pesado de todos, por isso, o efeito gangorra é maior. O Volkswagen Polo tem um efeito menor em comparação ao Stilo, porque tem aproximadamente 200 kg a menos de peso bruto total. No caso do Fiat Palio, o efeito do vai-e-vem durante as trocas é baixo, bem próximo do do Volkswagen Polo.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/07-Fiat-Palio-Dualogic_grande.jpg
Entre os hatch pequenos, o Palio é o que tem o motor com maior capacidade volumétrica. Este detalhe dá ao Fiat Palio uma excelente vantagem diante da concorrência. Como ele tem um motor mais “cheio”, com 114 cv, o compacto da Fiat se sai muito bem nos circuitos urbanos. O câmbio Dualogic só está disponível na versão de acabamento ELX. O único equipamento de série desta opção é a direção hidráulica. Com algo próximo de R$ 5 mil você leva o pacote Attractive que inclui equipamentos opcionais como: ar-condicionado, vidros elétricos, roda de liga de aro 15”, travas elétricas e entre outros. Os freios assistidos com ABS e as bolsas de airbags também estão dentro de outro pacote chamado HSD.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/18-Fiat-Palio-Dualogic_grande.jpg
Rodar com o Palio Dualogic é satisfatório, totalmente diferente daquela sensação de rodar com um modelo equipado com um motor de 1-litro e sem ar-condicionado. O Palio, por natureza, é um carro bem resolvido. Ele oferece uma estrutura de suspensão evoluída e robustez condizente com o seu tamanho. Com o motor de 1,8 litro fornecido pela General Motors, o automóvel fica ainda melhor. Vale ressaltar que o propulsor da marca americana não casou tão bem com a versão manual do Palio como a Dualogic.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/19-Fiat-Palio-Dualogic_grande.jpg
Segundo a Fiat, o Palio Dualogic acelera de 0 a 100 km/h em 9,4 s e atinge a velocidade máxima de 190 km/h quando está abastecido a álcool. Conforme as medições nas normas NBR 7024, o Palio com transmissão robotizada faz 8,4 km/l na cidade e 11,3 km/l na estrada com álcool. Já com o combustível fóssil as médias são: 12,2 km/l no cenário urbano e 16,3 km/l na rodovia.

Vantagens do Dualogic

- Câmbio robotizado não tem conversor de torque. Por isso, o motor não perde tanta potência. Em carros menores, essa é uma boa opção para o conforto.

- Os automatizados permitem que você efetue trocas de marchas manualmente. No caso do Palio, não há a opção da borboleta no volante, só as trocas pela alavanca de câmbio, mesmo.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/16-Fiat-Palio-Dualogic_grande.jpg
- Quando está rodando no modo manual, se o motorista não quiser, não é preciso reduzir as marchas para, por exemplo, parar em um semáforo.

- A programação “S”, de Sport (esportiva), faz as trocas de marchas serem efetuadas em um giro mais alto, aproveitando melhor a potência do motor.

- Menor consumo. Segundo a própria fabricante do câmbio, o modo automático ajuda a economizar combustível em até 5%.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/14-Fiat-Palio-Dualogic_grande.jpg
Desvantagens do Dualogic

- Como o sistema simula uma embreagem acionada, fica complicado estacionar em espaços curtos. Aí é necessário ter sensibilidade no pedal do acelerador, mesmo.

- Se você precisa mudar rapidamente da ré para frente, esqueça. Com o modelo robotizado você precisa acionar o freio para inverter a engrenagem da caixa de velocidade. Se isso não ocorre, um apito antipático é acionado.

- O modelo Dualogic pede freios com ABS no modo totalmente automático. Como não tem a mesma redução de um câmbio automático, o Fiat Palio exige muito do sistema de freios. O retrocesso é possível no modo manual, porém não é tão rápido e seguro como nos câmbios manuais ou automáticos tradicionais.

Vale levar o Fiat Palio para casa?

Fiat Siena HLX - R$ 45,42 mil
Chevrolet Meriva – R$ 45.879
Fiat Stilo Flex – R$ 51,78 mil
Fiat Idea Adventure Locker - R$ 53,86 mil
Fiat Palio Adventure Locker - R$ 55,47 mil
Fiat Linea Flex – R$ 56,80 mil
Polo 1.6 I-Motion – R$ 43,85 mil
Polo 1.6 I-Motion Sportline – R$ 51.735
Polo Sedan 1.6 I-Motion – R$ 46,08 mil
Polo Sedan Comfortline 1.6 I-Motion – R$ 53.815

FICHA TÉCNICA – Fiat Palio

MOTORQuatro tempos, quatro cilindros em linha, transversal, duas válvulas por cilindro, refrigeração a água e capacidade volumétrica de 1,8 litro
POTÊNCIA113 cv (com gasolina) e 115 cv (com álcool) a 5.500 rpm
TORQUE 176,5 Nm (com gasolina)e 181 Nm (com álcool) a 2.800 rpm (gasolina)
CÂMBIOAutomatizado de cinco velocidades
TRAÇÃO Dianteira
DIREÇÃO Por pinhão e cremalheira; hidráulica
RODAS Dianteiras e traseiras em aro 15”
PNEUS Dianteiros e traseiros 185/60 R15
COMPRIMENTO 3,85 m
ALTURA 1,43 m
LARGURA 1,64 m (sem espelhos)
ENTREEIXOS 2,73 m
PORTA-MALAS 290 l
PESO (em ordem de marcha)1.025 kg
TANQUE54 l
SUSPENSÃO Dianteira - MacPherson com rodas independentes, braços oscilantes inferiores transversais, com barra estabilizadora. Traseira - Com rodas independentes, braços oscilantes inferiores longitudinais e barra estabilizadora
FREIOS Discos ventilados na dianteira e tambor na traseira
PREÇO R$ 37,23 mil e R$ 41 mil – Attractive e HSD (Airbags e ABS)

15 de out de 2009

Vazam as imagens do novo Mercedes Classe E Cabrio

http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/abre-580eclasecabrio_03.jpg
O modelo só deve chegar ao mercado europeu no primeiro trimestre de 2010
Não é a primeira vez que os modelos guardados a sete chaves escapam pelo ralo da internet. Desta vez, quem fugiu da “maleta da engenharia” foi o Mercedes-Benz Classe E Cabrio. O modelo, que poderia ser mostrado no Salão de Frankfurt deste ano, teve as suas imagens reveladas por sites europeus.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/01-eclasecabrio_00_grande.jpg
Segundo especulações, a ideia é que o Mercedes-Benz Classe E comece a ser vendido no mercado europeu no primeiro trimestre de 2010. O WebMotors já havia adiantado como seria o futuro automóvel conversível da marca alemã em matéria da Automediapublicada na metade desse ano.

Na época, o WebMotors cravou, com base nas informações da agência, que o Mercedes-Benz Classe E Cabrio usaria capota de lona. Detalhe que fica confirmado com as imagens reproduzidas.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/03-eclasecabrio_grande.jpg
Os motores, de início, serão dois a diesel (250 CDI de 204 cv/150 kW e 350 CDI de 231 cv/170 kW) e três a gasolina (250 CGI de 204 cv/150 kW, 350 CGI de 292 cv/215 kW e 500 de 388 cv/285 kW), mas a gama deve ser ampliada.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/04-eclasecabrio_grande.jpg
Recentemente, o WebMotors mostrou uma breve avaliação com o Mercedes-Benz Classe E Coupé. Um dos destaques do cupê esportivo é o excelente coeficiente aerodinâmico, item que deverá ser mantido no novo Mercedes-Classe E Cabrio.

8 de out de 2009

Chevrolet Agile 1,4-litro custa a partir de R$ 37.708

Novo carro da marca norte-americana chega em duas versões de acabamento com vontade para engolir o terreno do Volkswagen Fox
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/Agile01_grande.jpg
A General Motors divulgou todas as informações sobre o Chevrolet Agile. O automóvel, que chega às concessionárias a partir da primeira quinzena deste mês, pode ser comprado em duas versões de acabamento, LT e LTZ. O motor, conforme foi antecipado pelo WebMotors na semana passada, é flexível em combustível de 1,4-litros. Trata-se do mesmo (EconoFlex) que equipa o Chevrolet Prisma e a picape Montana.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/Agile03_grande.jpg
Os principais itens de série da versão LT são: direção hidráulica, banco do motorista com ajuste de altura, vidros elétricos, travas e ar-condicionado. Como principais opcionais a marca oferece airbag duplo. A versão LT pode ser comprada a partir de R$ 37.708. Com as bolsas de segurança o Agile passa a custar R$ 38,93 mil.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/Agile05_grande.jpg
Os principais itens de série da versão LTZ, que custa R$ 39.601, são: rodas de alumínio, faróis de neblina, CD player, vidros elétricos traseiros, coluna de direção com ajuste de altura e espelhos retrovisores com acionamento elétrico. O LTZ pode ser equipado com airbag duplo, freios ABS, lanterna de neblina e vidros traseiros com acionamento elétrico. Com todos os opcionais citados, o LTZ fica com um valor sugerido de R$ 42.706.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/Agile10_grande.jpg
Conforme havíamos adiantado na semana passada, o Agile contava com poucos itens de série. Os únicos itens de diferenciação da lista eram: direção hidráulica e ajuste de altura do banco. Até ontem, antes da apresentação à imprensa, a GM mantinha a posição de poucos itens de série. Hoje, na coletiva, a fabricante modificou os pacotes, incluindo ar-condicionado, vidros e travas. Apenas o airbag ficou de fora da lista.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/Agile14_grande.jpg
O tamanho do Agile é para incomodar a concorrência. Ele tem 2,54 m de entre-eixos, 4 m de comprimento, 1,47 m de altura e 1,68 m de largura. O porta-malas tem a capacidade para levar 327 l de bagagem.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/Agile16_grande.jpg
O Volkswagen Fox tem 2,46 m de entreeixos, 3,80 m de comprimento, 1,54 m de altura, 1,64 m de largura e tem capacidade para levar 260 l. Tudo bem que o modelo reestilizado vem por aí. Como a Volkswagen não mudará a plataforma, talvez seja difícil conquistar espaço em um modelo já montado.

Outro páreo duro para GM é o Renault Sandero. O modelo francês tem 2,59 m de entreeixos, 4,02 m de comprimento, 1,53 m de altura, 1,75 m de largura e consegue levar 320 l.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/Agile39_grande.jpg
O Agile tem 97 cv quando está abastecido a gasolina e 102 cv quando usa álcool, ambas as situações a 6.000 rpm. O torque com o combustível renovável fica em 132 Nm, já quando usa gasolina a mesma medida fica em 130 Nm. Como tem um peso em ordem de marcha de 1.032 kg, o Agile tem uma relação peso/potência superior a 10 kg/cv.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/Agile11_grande.jpg
Segundo a GM, o Agile acelera de 0 a 100 km/h em 12,5s (álcool) e atinge a velocidade máxima de 166 km/h. Além do modelo hatch, com três e cinco portas, chegarão ao mercado também a versão sedã, picape, minivan e utilitário esportivo, já apresentado como o conceito GPix.

FICHA TÉCNICA – Chevrolet Agile

MOTORQuatro tempos, quatro cilindros em linha, transversal, duas válvulas por cilindro, comando simples no cabeçote (SOHC) e refrigeração a ar, 1.389 cm³
POTÊNCIA97 cv (com gasolina) e 102 cv (com álcool) a 6.000 rpm
TORQUE 130 Nm (com gasolina)e 132 Nm (com álcool) a 3.200 rpm (gasolina)
CÂMBIOManual de cinco velocidades
TRAÇÃO Dianteira
DIREÇÃO Por pinhão e cremalheira; hidráulica
RODAS Dianteiras e traseiras em aro 15”
PNEUS Dianteiros e traseiros 185/60 R15
COMPRIMENTO 4 m
ALTURA 1,47 m
LARGURA 1,68 m (1,94 m com espelhos)
ENTREEIXOS 2,54 m
PORTA-MALAS 327 l
PESO (em ordem de marcha)1.032 kg (1.075 kg com ar-condicionado)
TANQUE54 l
SUSPENSÃO Dianteira - Independente McPherson, molas helicoidais, amortecedores telescópicos hidráulicos pressurizados a gás e barra estabilizadora. Traseira - Semi-independente com braços oscilantes, molas tipo barril com diâmetro variável e amortecedores pressurizados a gás
FREIOS Discos ventilados na dianteira e tambor na traseira
PREÇO R$ 37.708 LT e R$ 39.601 LTZ

5 de out de 2009

Fiat perde participação, mas continua líder de vendas em 2009


Mudança chegará ao consumidor brasileiro no início de 2010







Os números de setembro confirmam a liderança da Fiat no mercado de carros e comerciais leves. A montadora italiana obteve 23,6% das vendas em setembro, mas caiu 1,4 ponto percentual em relação a agosto. A Volks continua na segunda posição, com 22,1% do mercado, seguida pela GM, que ganhou 0,5 ponto em relação ao mês passado e terminou com 20,9%.

O destaque em setembro foi a Peugeot, que voltou a ocupar a oitava posição, passando a Hyundai. A montadora francesa fechou o mês com 2,9% do mercado, percentual igual ao da Toyota (2,9%). A Hyundai terminou o mês com 2,5%, na nona posição. No quarto lugar, a Ford tem 9,8%, seguida pela Honda, com 4,7%.

A Renault confirmou a sexta posição com 4% do mercado e a Citroën não aproveitou o forte ritmo de vendas e terminou o mês na décima posição, com 2,4% do mercado total.