31 de mar de 2010

Novo Porsche Cayenne Hibrid será mostrado em Nova York

A segunda geração do utilitário esportivo será apresentada durante o Salão de Nova York

http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/abre-2011-porsche-cayenne_1.jpg

A Porsche apresentará a nova geração do SUV Cayenne, incluindo a versão híbrida a gasolina e elétrica, ao mercado norte-americano no Salão do Automóvel de Nova York.



Outro detalhe adiantantado sobre o Porsche Cayenne foi os valores sugeridos. O preço inicial para o Cayenne de entrada, na Europa, é de €46,40 mil, algo em torno de R$ 63 mil. Já o movido a diesel ficará por 49,90 mil (R$ 66 mil) e o S por € 60,90 mil (R$ 83 mil). O Porsche Cayenne Hybrid S deve custar € 65,90 mil (R$ 90 mil) e o Turbo €96,90 mil (R$ 132 mil).

A grande sensação, o Porsche Cayenne S Hybrid utiliza um conjunto híbrido que tem uma potência combinada de 380 cv gerada pelo motor a combustão V6 com compressor e um motor elétrico.

Dependendo das condições de direção, qualquer um dos motores pode operar independentemente ou em conjunto. O motor elétrico com 47 cv de potência é o parceiro ideal para o motor de 333 cv de potência, que produz um torque elevado com baixas velocidades do motor. Com um torque máximo de 580 Nm a apenas 1.000 rpm, o desempenho do Cayenne S Hybrid está no mesmo nível que um Cayenne S com motor V8.

Os dois motores do Cayenne S Hybrid estão conectados por uma embreagem de desengate. Um controle do sistema híbrido coordena constantemente a interação complexa entre os dois motores, e o gerenciamento inteligente da embreagem faz com que a transição ente os dois modos de direção seja feita de maneira imperceptível. Assim como muitos veículos híbridos, o Cayenne S Hybrid pode cobrir distâncias curtas usando apenas eletricidade, sem emissões e barulho até alcançar uma velocidade de 60 km/h. Para uma aceleração agressiva, o motor proporciona um reforço adicional ao motor a gasolina.

30 de mar de 2010

Tata Nano: queimando o filme

Desde julho, quatro veículos pegaram fogo sem motivo aparente

http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/abre-Tata_Nano_flames_Mumba.jpg

Tata Nano, o carro indiano mais barato do mundo (R$ 5 mil), sofreu desde julho quatro incidentes preocupantes. No último deles, o proprietário saiu a tempo do carro. Nos anteriores, os veículos estavam estacionados e sem ocupantes.

O caso mais recente ocorreu em Mumbai. O carro pegou fogo quase uma hora depois de Satish Sawant, corretor de seguros, comprar o veículo. Sawant estava indo para casa, no banco do passageiro, quando um motociclista o ultrapassou e avisou que o Nano estava em chamas. Como o motor fica na parte traseira do veículo, motorista e passageiro não perceberam o fogo.

Segundo publicado pelo Indian Auto Blog, a Tata está investigando as possíveis causas do incêndio e declarou ser um caso único. “Estamos tentando descobrir o que deu errado. A causa exata ainda está sendo investigada”, declarou a assessoria da fabricante.

Na época de seu lançamento, o Tata vendeu 100 mil unidades e deixou consumidores na lista esperando pelos próximos 100 mil.

29 de mar de 2010

GM apresenta conceito elétrico de 2 lugares na China

Previsão é de que o EN-V esteja nas ruas nos próximos 20 anos






A GM está apresentando em Shangai, na China, o carro-conceito elétrico EN-V, com dois lugares. O modelo está sendo exposto no pavilhão que a empresa ocupará de maio a outubro na World Expo ao lado de sua joint-venture chinesa, SAIC Motor Corp.

O EN-V (veículo elétrico conectado à rede) tem um sistema que vai poder se comunicar com outros carros com a finalidade de facilitar o tráfego em grandes cidades. O carro tem bateria de Litiun, capaz de percorrer 40 km com uma única recarga.

O veículo ainda está em fase de projeto. A previsão da empresa é de que o EN-V deva estar nas ruas nos próximos 20 anos.

Para Alan Taub, vice-presidente global de pesquisa e desenvolvimento da GM, mais do que um novo conceito de carros elétricos "o EN-V é uma reinvenção da experiência automotiva nas grandes metrópoles".

27 de mar de 2010

Agile, Fox ou 207? Qual é o melhor para o seu bolso?

Comparados sob a ótica do mercado, detalhes podem dar subsídio para fazer a melhor compra

http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/1-05676-com_grande.jpg

O segmento dos hatchs pequenos é o que tem a preferência do consumidor brasileiro. As opções são muitas: 18 modelos, que, juntos, vendem cerca de 85 mil unidades por mês. Para fazer este comparativo financeiro escolhemos os três modelos mais novos no mercado: o Agile e o Peugeot 207, recém-lançados, e o Fox, que teve mudança recente na linha. Eles são comparados sob a ótica do mercado e esse comparativo pode lhe dar subsídio para fazer a melhor compra.

A primeira informação que você precisa ter do carro que vai comprar é o preço. Mas cuidado: não se precipite, rejeitando o mais caro logo de cara. Às vezes o carro com o preço maior pode ser o melhor negócio. É preciso verificar a formatação do produto, a motorização, os equipamentos de série, os opcionais que ele oferece e o atendimento pós venda.

Veja o caso dos carros em questão: o Fox Prime é o mais barato dos três: pela tabela oficial ele custa R$ 37.760,00, R$ 1.140,00 menos que o Peugeot e R$ 2.430,00 menos que o Agile. Seria esse um ponto positivo do carro da Volks? Poderia ser, se comprador não levasse em conta os equipamentos, mas ao comparar a lista de equipamentos com os concorrentes você vai descobrir que o Fox vem quase pelado. Ele não tem itens importantes que os outros dois têm, como ar-condicionado, alarme, computador de bordo e trio elétrico. O Agile tem ainda de série rádio e CD.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/abre-05676-com.jpg
Mas calma lá: equipado com o pacote Trend, (ar-condicionado, computador de bordo, vidros e travas elétricas, alarme) que o deixa equiparado com os concorrentes, o Fox passa a custar R$ 41.650,00, apenas R$ 1,5 mil a mais que o Agile (e R$ 2,3 mil a mais que o Peugeot 207), mas tem algumas boas vantagens: uma delas é o motor 1.6, mais potente, de 104 cavalos. O motor 1.4 do Agile tem 102cv e o 1.4 do Peugeot 82cv (sempre levando em conta o uso do álcool - os três são flex). A outra vantagem é o tempo de garantia: a Volks oferece três anos para o Fox, em quanto seus concorrentes têm apenas um ano.

Um item que deve ser observado com carinho na hora de comparar os carros que você pretende comprar é o preço do seguro. Muitas vezes a diferença de um para o outro é tão grande que o valor do seguro acaba definindo a compra. Não é o caso dos três carros deste comparativo, que têm um preço de seguro parecido. O Agile tem uma pequena desvantagem, paga R$ 1.488,00, enquanto o Fox tem o seguro mais baixo, R$ R$ 1.357,00. O seguro do Peugeot 207 custa R$ R$ 1.388,00 (valores padrão, que podem mudar dependendo do perfil do usuário).

O Fox oferece a possibilidade de câmbio automático, equipamento que Agile e 207 não tem como opcional. O mesmo acontece com o teto solar, disponível apenas para o carro da Volks. O Peugeot 207 oferece volante e bancos de couro, enquanto o Fox só tem o volante como opcional. O Agile não oferece nenhum dos dois itens.
Fox e Peugeot têm também, como opcional, o controle do rádio no volante. O Agile vence na capacidade do porta-malas (327 litros) e maior entre-eixos (2,54 metros). Além de ter três anos de garantia, o Fox tem o menor custo de conserto de funilaria. O Car Grup, índice de reparabilidade feito pelo Cesvi (Centro de Segurança Viária) aponta o Fox com a nota 10, enquanto o Peugeot 207 recebeu nota 22 e o Agile ainda não tem cotação no Car Grup.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/2-05676-com_grande.jpg
O índice vai de 10 a 60: quanto menor a nota, menor o custo de reparabilidade em caso de batida. O índice de depreciação da Agência AutoInforme revela que o Fox é o que menos deprecia: o carro perde em média 14% do seu valor depois de um ano de uso. O Peugeot 207 tem uma depreciação média de 15%. A depreciação do Ágile não foi feita porque o carro ainda não tem um ano no mercado (foi lançado em outubro de 2009), mais se seguir os demais modelos da marca nesse segmento será baixa.

26 de mar de 2010

Que carro porreiro! Uma corrida de Brasil a Portugal

Veja a versão portuguesa de palavras para o mundo sobre rodas

http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/abre-br-pt.jpg

Nossa língua, embora feita sobre a mesma plataforma do português de Portugal, ganhou adaptações e transformações com a passagem dos séculos. Exemplos: aqui, você enfrenta uma fila; lá, uma bicha; o menino de cá é o puto de lá; se algo aqui é legal, em Portugal é bestial. O vocabulário automobilístico de nossos conterrâneos também apresenta algumas diferenças que merecem estudo prévio. Assim você evita constrangimentos, especialmente se resolver alugar um carro nas terras de Camões e Saramago.

Leia o seguinte texto com os termos de lá e veja se você é um gandarro no assunto (tradução no rodapé da página).

O primeiro passo para alugar um automóvel é possuir uma Carta de Condução. Se você é do tipo que gosta de clássicos, até pode encontrar uma Carocha em bom estado, mas em termos de consumo contido não será bom negócio para o bolso. Cheque a matrícula e, no caso de um modelo que você nunca dirigiu, leia também o manual do construtor.

Cuidado com o excesso de velocidade, especialmente nas estradas alcatroadas, você pode ganhar uma coima. Fique de olho na agulha do conta-rotações. Se passar do limite, meta o pé na embraiagem e no travão. Cuidado também com o peão que salta do autocarro. Na Europa, ele é mais respeitado do que no Brasil.

No mais, encha o depósito, aproveite o tejadilho de abrir – isso se sua carrinha possuir um – e desfrute de uma boa bacalhoada em uma casa de pasto tradicional.

Madredeus é boa pedida para soar nos altifalantes. Mas não se distraia. Brasileiros têm fama de bons motoristas, não vá ser você um azelha no trânsito de lá.

Porreiro: bacana.
Gandarro: conhecedor, esperto.
Carta de Condução: carta de motorista
Carocha: Fusca.
Consumo contido: econômico.
Matrícula: placa.
Construtor: fabricante.
Alcatroadas: asfaltadas.
Coima: multa.
Agulha do conta-rotações: velocímetro.
Embraiagem: embreagem.
Travão: freio.
Peão: pedestre.
Autocarro: ônibus.
Depósito: tanque.
Tejadilho de abrir: teto solar.
Carrinha: perua.
Casa de pasto: restaurante.
Altifalantes: alto-falantes.
Azelha: barbeiro.

25 de mar de 2010

Fiat 500 elétrico em 2012

Urbaninho mais sustentável será comercializado nos Estados Unidos


http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/abre-7223840.jpg



Depois de ganhar o título de mais charmoso do mundo e colecionar 40 prêmios, o Cinquecento promete para 2012 mais uma vantagem, desta vez sustentável: o Fiat 500 EV, uma versão elétrica do modelo para o mercado americano. O anúncio foi feito pela Chrysler, que exibiu o urbaninho no Salão de Genebra deste ano.

Preço e mais informações sobre o carro não foram divulgadas, mas Fiat e Chrysler garantem que ele competirá com os elétricos de sua categoria disponíveis no mercado. Segundo anunciado, o Fiat 500 EV faz parte da estratégia de investimento das duas empresas em veículos com emissões reduzidas.

Atualmente, o Fiat 500 é comercializado em quatro versões, todas equipadas com motor 1,4-litro de 16 válvulas, a gasolina, com 100 cv de potência: Fiat 500 Sport (R$ 62,870), com câmbio de 6 marchas; Fiat 500 Sport Dualogic, com câmbio de 5 marchas (66,930); Fiat 500 Lounge, com câmbio de 6 marchas (64,900); e Fiat 500 Lounge Dualogic, com câmbio de 5 marchas (68,970).

23 de mar de 2010

Novo Fiat Uno zebrado é flagrado em Minas Gerais

Lançamento do novo urbaninho da marca italiana está previsto para acontecer em abril deste ano
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/01-Fiat-Uno_grande.jpg
O autor do blog MotorGerais, Bruno Freitas, sacudiu mais uma vez a imprensa automotiva nacional com as imagens do novo Fiat Uno. Desta vez o autor da página MotorGerais flagrou o novo Fiat Uno (também conhecido como projeto 327) com camuflagem “zebrada”.

Na última ocasião o autor do blog MotorGerais flagrou o novo Fiat Uno com camuflagens mais pesadas. Apesar disso, as imagens demonstraram as futuras novas cores do automóvel.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/03-Fiat-Uno_grande.jpg
O WebMotors já falou em outras oportunidades sobre o novo Fiat Uno. Na primeira, o modelo foi flagrado pelo internauta Leonardo Marques Vilela com camuflagem bem pesada. Publicada no ano passado, a reportagem cravou: SEGREDO - Novo Fiat Uno deve chegar no próximo ano. Na segunda oportunidade colocamos as imagens flagradas por Thiago Rodrigues. A reportagem com o título - SEGREDO - Fiat Uno aparece em testes em Belo Horizonte - “bombou” no WebMotors.
http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/05-Fiat-Uno_grande.jpg
Bruno Freitas é jornalista e escreve a coluna MotorGerais para mais de 15 veículos impressos e online de todo o Brasil.

21 de mar de 2010

Mitsubishi brasileira fabricará o esportivo Lancer em Catalão, Goiás

Para isso a empresa vai investir R$ 800 milhões até 2015 na ampliação da fábrica inaugurada em 1998


http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/abre-foto-noticia-id-g9494.jpg


A Mitsubishi vai investir R$ 800 milhões até 2015 na ampliação da fábrica de Catalão, em Goiás, inaugurada em 1998. O investimento tem como objetivo dobrar a capacidade das linhas de montagem e produzir dois novos veículos.

O primeiro da lista é o recém lançado Pajero Dakar, previsto para o início de 2011. A grande surpresa é a produção do sedã Lancer, mas somente para 2012. Hoje são montados em Catalão, a picape L200, o Pajero TR4 e o Pajero Sport.

Com os novos investimentos, a Mitsubishi quer dobrar a capacidade de produção chegando a 100 mil unidades por ano e aumentar a participação no mercado interno para 2% até 2015, quando prevê que o Brasil estará vendendo 5 milhões de carros por ano.

Em 2009 a empresa vendeu 62 carros e 37.442 comerciais leves, com 1,3% de participação nas vendas internas. A empresa estuda também a produção do elétrico i-MiEV.

19 de mar de 2010

Utilitário da Volkswagen completa 60 anos de existência

A primeira Kombi era equipada com um motor de quatro cilindros, refrigerado a ar, de 1,1-litro a gasolina

A Volkswagen Kombi comemora, em março, os 60 anos do início da sua produção. Assim como no Brasil, a utilitária fez muito sucesso na Europa. A principal diferença é que lá a van ganhou cinco gerações. Ao todo, foram comercializadas 10 milhões de Kombi no planeta.

Por aqui, a Kombi continua vendendo bem, por volta de 2 mil unidades ao mês e ocupando a lista das vans mais vendidas no Brasil. A Fiat Ducato, segunda colocada, por exemplo, vende em torno de 600 unidades ao mês.

A primeira Kombi, aquela produzida em 1950, era equipada com um motor de quatro cilindros, refrigerado a ar, de 1,1-litros a gasolina. Colocado no eixo traseiro, o conjunto oferecia 25 cv de potência máxima e conseguia atingir a velocidade máxima de 97 km/h.

O WebMotors andou na Volkswagen Kombi arrefecida a água em 2005. Na época, a van deixava o motor a ar de lado e passava a usar o motor arrefecido a água. A troca de motores é considerado um marco na história do modelo.

No Brasil, a Kombi começou a ser produzida e comercializada em 1957. E depois de longos anos de vitória, surgiram alguns boatos sobre a morte da van da Volkswagen... Será? Não! Veja o que diz o colunista do WebMotors, Joel Leite, sobre o desenvolvimento de um sistema de ABS para a Volkswagen Kombi.

Já, outro colunista do WebMotors, Fernando Calmon, homenageou a Kombi com o título de um filme: Dura de Matar 5.0. Ela não morrerá.

17 de mar de 2010

Só versões topo do Corolla ganham motor novo

Versão SEG deixa de existir, no lugar dela entra a Altis, que custa R$ 1.990 a mais


http://www.webmotors.com.br/webmotors/ssRevista/_fotos/foto-noticia-id-9480-f1_grande.jpg


O Corolla 2011 tem motor novo, desenvolvido no Japão especialmente para o mercado brasileiro, o VVTi Dual 2.0 flex. É um motor de alta performance e baixo consumo. Embora maior e mais potente ele gasta menos do que o motor 1.8, que continua equipando as duas versões de entrada do sedã da Toyota.

O carro está sendo apresentado hoje (15), no interior paulista. A versão SEG deixa de existir, no lugar dela entra a Altis, que custa R$ 1.990 a mais (veja os novos preços abaixo) e usa o motor 2.0 de 153 cv com álcool e 142 cv com gasolina. O motor foi desenvolvido objetivando melhor performance com o álcool, tem uma taxa de compressão de 12 para 1.

Segundo a fábrica, o consumo do motor novo é de 6,8 km/l por litro de álcool, enquanto o antigo motor 1.8 faz 6 km com um litro do combustível.

A segunda versão, XEi, também tem motor 2.0 e está R$ 1.450 mais cara. As versões GLI e XLi continuam usando o motor 1.8. O preço da GLi caiu R$ 1 mil e a XLi permanece o mesmo.

As versões Altis e XEi ganharam câmbio de marcha sequencial com borboleta e ar-condicionado com controle automático e compressor variável, que controla a temperatura e reduz o consumo.

Modelo – Preço R$

Corolla Altis 2.0 Flex – 89.160
Corolla XEI 2.0 Flex – 75.830
Corolla GLI 1.8 Flex – 69.670
Corolla XLI 1.8 Flex – 65.290


5 de mar de 2010

Imagens do novo CrossPolo que estará em Genebra são divulgadas

Logo após a divulgação do modelo GTI, VW mostra a versão aventureira do seu compacto urbano


Na semana passada o WebMotors mostrou a esperada versão do Volkswagen Polo GTI. Agora, foi a vez da Volkswagen mostrar o PoloCross, uma espécie de versão aventureira do novo Polo.

A estreia oficial do novo Volkswagen CrossPolo está marcada para maio de 2010. Já a sua primeira aparição ao público está prevista para o próximo Salão Automóvel de Genebra, em março, ao lado do Volkswagen Polo GTI.

Segundo as informações preliminares, o novo Volkswagen CrossPolo está equipado com rodas de aro 17” e pneus 214/40. Existem seis opções de motores, sendo três a gasolina e três a diesel.

A versão de entrada usará um TSI de 1,2 litros com 70 cv de potência máxima. A opção intermediária ficará por conta da a equipada com motor 1,4-litro de 85 cv. A topo da gasolina será a equipada com um motor de 1,2 litro sobrealimentado por turbina de 105 cv. As versões a diesel são todas de 1,6-litro. As faixas de potência são: 75 cv, 90 cv e 105 cv.

O motor do novo Volkswagen Polo GTI, um quatro-cilindros em linha, de 1,4 litro, sobrealimentado por turbina que gera 180 cv de potência máxima e um torque de 240 Nm não está previsto para a versão Cross. Já a transmissão DSG de sete velocidades está na lista dos itens de série.